O processo criativo  exige disciplina e não apenas criatividade, é bem mais que isso!

Ao longo de mais de 20 anos criei centenas de marcas e logotipos. Nos últimos 5 anos desenvolvi um processo que me trouxe segurança e resultados imediatos, todos as ideias de logotipo apresentadas nesse período foram aprovadas de primeira!

1º PASSO DO PROCESSO

Primeiro uma entrevista com o empresário para conhecer mais sobre seu negócio e ele mesmo. Saber escutar é uma virtude, e aprendi a ouvir o empreendedor para filtrar os sonhos e mirar no real. Uma boa entrevista é fundamental para autoanálise do negócio, seu público-alvo, persona, produtos e serviços, diferencial.

2º PASSO

Depois disso entramos na fase de pesquisas, a maioria on-line e, quando necessário, também pesquisas de campo. Saber procurar e onde procurar eis a questão nessa etapa. Aqui é importante procurar por tudo o que se relaciona com o negócio, nome do negócio, produto, imagens, outras marcas do mercado, outras marcas com o mesmo nome (sim sempre existe alguma!). A partir daqui, começamos a pensar o que podemos criar, inovar, desenvolver para a nova marca.

3º PASSO

Estudo de fontes (tipos de letras) que tem mais sintonia com o negócio, não é qual é a mais “bonitinha”, mas sim qual a fonte que vai transmitir aquele sentimento que o público do negócio quer reconhecer ou procura. Com base nas pesquisas podemos comparar e perceber qual será a fonte mais adequada para cada projeto.

Alguns exemplos de sites de fontes:

Com a fonte definida já estamos com 90% da marca pronta, agora vamos avaliar se precisa de algum símbolo antes de escolher as cores. Mas atenção, nem sempre é preciso o símbolo junto ao nome!

4º PASSO

Finalmente vamos colocar cor (ou não) na marca. A grande maioria das marcas de sucesso são pretas ou vermelhas, então fica mais difícil criar uma diferenciação se no seu mercado de atuação já tiver uma marca muito forte com uma cor especifica. Aqui eu gosto muito de explorar a paleta de cores que a PANTONE oferece, aliem de outros sites onde podemos explorar várias gamas e conjuntos de cores, seguem alguns exemplos:

Existe uma razão para deixar as cores para o fim, antes o logotipo deve funcionar no preto sobre o branco e vice-versa.

As cores também estão diretamente ligadas aos consumidores, então é importante que não sejam cores de seu gosto pessoal, mas sim cores que tenham uma relação direta com o consumidor, afinal uma marca é criada para ajudar a VENDER O NEGÓCIO.

5º PASSO

O uso da marca traz visibilidade e credibilidade ao negócio! E a consequência natural disso é a lucratividade! Não é mesmo?

Agora que conhece os 5 passos de criação de uma marca de valor, fica mais fácil acompanhar, entender e vibrar com o resultado!

Obrigado pelo seu interesse, adorei ter você aqui no meu blog e gostaria que deixasse um comentário sobre o que leu e aprendeu, será um prazer responder
e ajudá-lo no que precisar.